Pesquisadora da Rede FARA de Pesquisas Clínicas Theresa A. Zesiewicz, MD.

 

Traduzido para BabelFamily por Katia Vasconcelos


A Edison Pharmaceuticals anunciou hoje o inicio do estudo da fase 2B intitulado: “Estudo de Segurança e Eficácia do EPI-743 em Função visual em pacientes com Ataxia de Friedreich”

Este teste é um estudo placebo-controlado que dura 6 meses, seguido por uma fase de extensão, na qual todos os pacientes receberão EPI-743. Os pacientes devem ter entre 18 e 45 anos, possuir confirmação genética da Ataxia de Friedreich e se encontrar em certo critério da gravidade da doença. A meta do teste é a função visual, com metas secundárias, incluindo funções neurológicas e neuromusculares e biomarcados relevantes da doença. Mais informações das especificidades do estudo estão disponíveis em ClinicalTrials.gov.
Este teste está sendo conduzido com a assistência de pesquisadores da Rede de Pesquisadores Clínicos da Aliança Pesquisadora da Ataxia de Friedreich (FARA) e Registro de Pacientes FARA.

“A FARA está empolgada com o inicio do teste clínico do EPI-743 em Ataxia de Friedreich e está trabalhando em conjunto com a Edison Pharmaceuticals e pesquisadores da Rede de Pesquisas Clinicas para promover os registros,” declarou o presidente da FARA Ronald Bartek. “Este teste representa a importância da parceria público-privados em desenvolvimento de drogas e a culminância da pesquisa translacional patrocinada pela FARA, iniciada com o apoio tanto da FARA e quanto do Instituto Nacional de Saúde (NIH)”.
Três lugares de testes clínicos foram selecionados nos Estados Unidos: Universidade do Sul da Flórida – Tampa, Flórida; Hospital da Criança na Filadélfia – Pensilvânia; e Universidade da Califórnia – Los Angeles, Califórnia. As inscrições foram iniciadas na Universidade do Sul da Flórida.

 “Dado os resultados clínicos encorajadores reportados até o momento por EPI-743 em doença mitocondrial, estamos ansiosos para determinar se estes resultados podem se estender à Ataxia de Friedreich’”, declarou a pesquisadora da Rede de Pesquisa Clínicas Thereza A. Zesiewicz, MD,  Professora de Neurologia, Diretora do Centro de Pesquisa em Ataxia na Universidade do Sul da Flórida e uma das principais pesquisadoras do teste.

Fonte:  Medical News

Go to top